Curso de Extensão DESIDERIUS ERASMUS

Bibliografia e filmografia relacionadas

Cerimonial e Protocolo

  • CONGREGAZIONE PER IL CULTO DIVINO. Cerimoniale dei Vescove. Prot. N. CD. 1300/84. Vaticano: 1984.
  • ESTELLITA LINS, Augusto. Etiqueta, Protocolo e Cerimonial. Recife: Comunigraf Editora, 2007.
  • FRANCO, Astrogildo. Protocolo e a Questão da Precedência dos Ministros do TCU. Brasília: Thesaurus, 2012.
  • GANDOUIN, Jacques. Guide du Protocole et des Usages. Paris: Stock, 1972.
  • GUERREIRO DE CASTRO, Orlando. Como usar as condecorações. Rio de Janeiro: Itamaraty, 1956.
  • LUZ, Olenka Ramalho. Cerimonial, protocolo e etiqueta. São Paulo: Saraiva, 2005.
  • MEIRELES, Gilda Fleury. Protocolo e Cerimonial: normas, ritos e pompa. 2ª edição. São Paulo: IBRADEP, 2002.
  • SALGADO, Paulo Regis. Protocolo, Cerimonial e Etiqueta em eventos: uma prática ao alcance de todos. São Paulo: Paulus, 2010
  • SCHNEIDER, Sérgio Paulo. Cerimonial e Protocolo. Porto Alegre: Sulina, 1985.
  • SCHUBERT, Mons. Guilherme. A coroação de D. Pedro I. Rio de Janeiro: Ministério da Justiça/Arquivo Nacional, 1973.
  • SENADO FEDERAL. Manual de Eventos. 2ª edição. Brasília: Secretaria de Relações Públicas, 2007.
  • SERRES, Jean. Manuel Pratique de Protocole. Vitry-le-François, França: Éditions de l´Arquébuse, 1960.
  • SPEERS, Nelson. Cerimonial para relações públicas. São Paulo: edição do Autor, 1984.
  • WOLFF, Maria de Lourdes de Faria Marcondes. Cerimonial do Casamento. São Paulo: WB Editores, s/d.

Etiqueta

  • BRENNAN, Lynne e BLOCK, David. Etiqueta no mundo dos negócios. Trad. Raul de Sá Barbosa. 3ª ed. São Paulo: Siciliano, 1996.
  • CARVALHO, Marcelino de. Guia de Boas Maneiras. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1974.
  • CASTRO, Claudine de. Etiqueta: um guia prático e atual para as boas maneiras. Rio de Janeiro: Ediouro, 1997.
  • D’AVILLA, Carmem. Boas Maneiras. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1949.
  • KALIL, Glória. Alô, chiques! São Paulo: Ediouro, 2007.
  • ——————. Chiquérrimo: Moda e etiqueta em novo regime. São Paulo: Codéx, 2004.
  • MATARAZZO, Claudia. Gafe não é pecado. São Paulo: Melhoramentos, 1996.
  • NICKOL, Maria do Carmo. Mil regras ilustradas de boas maneiras. Rio de Janeiro: Ediouro, s/d.
  • RIBEIRO, Celia. Boas Maneiras e sucessos nos negócios. Porto Alegre: L & PM, 1997.
  • ROQUETTE, J. I. [SCWARCZ, Lilia (org.)] Código do Bom-Tom ou Regras da civilidade e de bem-viver no século XIX. São Paulo: Cia. das Letras, 1997.
  • SILVA, Léa. Em sociedade: etiqueta social através da História. Rio de Janeiro: Livraria Freitas Bastos, 1962.
  • SUED, Ibrahim. 20 anos de caviar. Rio de Janeiro: Bloch Editores, 1972.
  • VANDERBILT, Amy. O livro completo de Etiqueta de Amy Vanderbilt. Rio de Janeiro: Editora Nova Fronteira, 2000.
  • VISSER, Margaret. O ritual do jantar. Rio de Janeiro: Campus, 1998.

 

Gramática, Ortografia, Etimologia e Redação Oficial

  • AGUIAR, Gentil de. Ortografia Portuguesa e Etimologia. São Leopoldo (RS): Unisinos, 1984.
  • AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS. Manual de Redação e de Atos Oficiais. Brasília: Secretaria-Geral da ANA, 2007.
  • ANTUNES DE CERQUEIRA, Bruno da Silva. Proposta de Manual de Redação Oficial da Fundação Nacional do Índio. Não publicado. Brasília: Funai, 2013.
  • AZEVEDO, Martha Alves d´. Relações Públicas: teoria e processo. Porto Alegre: Livraria Sulina Editora, 1971.
  • BECHARA, Evanildo. Moderna Gramática Portuguesa. 37ª edição. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2009.
  • CÂMARA DOS DEPUTADOS. Manual de Redação. Brasília: Biblioteca Digital da Câmara dos Deputados, 2004.
  • COLÉGIO PEDRO II. Normas sobre correspondência e atos oficiais do Colégio Pedro II. Rio de Janeiro: Colégio Pedro II, 2000.
  • CUNHA, Antônio Geraldo da. Dicionário Etimológico Nova Fronteira. 2ª edição. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1999.
  • CUNHA, Celso e CINTRA, Lindley. A Nova Gramática do Português Contemporâneo. 3ª edição revista. Rio de Janeiro: Lexikon, 2007.
  • EMPRESA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS. Guia de Endereçamento de Correspondências. Brasília: ECT, 2007. Disponível em http://www.correios.com.br/servicos/arquivos/GuiaPadrao.pdf. Acesso em: 17 ago. 2013.
  • FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. 2ª edição. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986.
  • FUNDAÇÃO NACIONAL DE SAÚDE. Manual de Redação de Correspondência e Atos Oficiais. Brasília: Funasa, 2006.
  • GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS. Manual de Redação Oficial. Belo Horizonte: Assessoria de Apoio Administrativo e Redação Oficial da Governadoria do Estado de Minas Gerais, 2012.
  • HOUAISS, Antônio. Grande Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa. Versão eletrônica. Disponível em http://houaiss.uol.com.br/.
  • INSTITUTO CHICO MENDES DE CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE. Manual de Gestão Documental. Brasília: Centro de Documentação do ICMBio, 2010.
  • LUFT, Celso Pedro et alii. Novo Manual de Português. 3ª edição. Rio de Janeiro: Globo, 1986.
  • MATTOSO CÂMARA JÚNIOR, J. Dicionário de Linguística e Gramática. 16ª edição. Petrópolis: Vozes, 1992.
  • MEDEIROS, OSB, D. Matias Fonseca de (org.). Diretório Litúrgico da Congregação Beneditina do Brasil. Rio de Janeiro: Lumen Chisti, 2013.
  • MINISTÉRIO DAS RELAÇÕES EXTERIORES/DIVISÃO DE ATOS INTERNACIONAIS. Manual de Procedimentos da Prática Diplomática Brasileira. Brasília: MRE, 2010.
  • OKUTSU, Keiichiro e TANAKA, Akio. Invitation to the Japanese Language. Tokio: The Japan Foundation Japanese Language Institute, 1989.
  • PAIVA, Marcelo. Redação oficial: prática aplicada. Brasília: Fortium Editora, 2007.
  • PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA. Manual de Redação da Presidência da República. 2ª edição, revista e atualizada. Brasília: Secretaria-Geral da Presidência da República, 2002.
  • POUBEL, Carmen Leonardo do Vale. Advogado: doutor por excelência. Cachoeiro do Itapemirim-ES, sem data. Disponível em http://www.oab.org.br/editora/revista/users/revista/1211290605174218181901.pdf. Acesso em 17 set. 2013.
  • SCHLITTLER, José Maria Martins. Manual prático de Redação Profissional. 2ª edição. Campinas: Servanda Editora, 2010.
  • SENADO FEDERAL. Manual de Correspondência Oficial da Subsecretaria de Administração de Pessoal do Senado Federal. Brasília: Senado Federal, 2000.
  • UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA. Normas para padronização de documentos da Universidade de Brasília. 1ª edição. Brasília: Editora da UnB, 2011.
  • VATICANO. Annuario Pontificio per l´anno 2007. Cidade do Vaticano: Libreria Editrice Vaticana, 2007.

Direito

  • MEIRELLES, Hely Lopes. Direito Administrativo Brasileiro. 20ª edição. São Paulo: Malheiros Editores, 1995.
  • SILVA, José Afonso da. Curso de Direito Constitucional Positivo. 34ª edição. São Paulo: Malheiros Editores, 2011.

Filosofia, História, Antropologia, Sociologia, Psicologia e Teologia

  • BARTHES, Roland. A Aventura Semiológica. Trad. Mario Laranjeira. São Paulo: Martins Fontes, 2001.
  • BECKHÄUSER OFM, Frei Alberto. Símbolos Litúrgicos. 14ª edição. Petrópolis: Vozes, 1999.
  • BOBBIO, Norberto. A teoria das formas de governo. 10ª edição. Trad. Sérgio Bath. Brasília : UNB, 1998.
  • CARVALHO, José Murilo de. Cidadania no Brasil: o longo caminho. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002.
  • DAMATTA, Roberto. Carnavais, malandros e heróis: para uma sociologia do problema brasileiro. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1979.
  • DELASSUS, Mons. Henri. O Espírito de família no lar, na sociedade e no Estado. Trad. José Narciso Pinto Soares. Porto: Companhia Editora do Minho, 1999.
  • DOLAN, John Patrick. A filosofia de Erasmo de Roterdã. Trad. Fernanda Santos. São Paulo: Madras, 2004.
  • DUMONT, Louis. Homo Hierarchicus: o sistema de castas e suas implicações. São Paulo: Edusp, 1997.
  • ELIAS, Norbert. A sociedade de Corte. Trad. Ana Maria Alves. Lisboa: Editorial Estampa, 1995.
  • ———————. O Processo Civilizador, 2 vols. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1994
  • ———————. Mozart, sociologia de um gênio. Trad. Sergio Goes de Paula. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1994.
  • ———————.Os Alemães. Trad. Álvaro Cabral. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1997.
  • FOUCAULT, Michel. As palavras e as coisas. São Paulo: Martins Fontes, 2002.
  • GEERTZ, Clifford: O saber local: novos ensaios em antropologia interpretativa. Trad. Vera M. Joscelyne. 9ª edição. Petrópolis: Ed. Vozes, 2007.
  • GRAMSCI, Antonio. Os intelectuais e a organização da cultura. 6ª edição. Trad. Carlos Nelson Coutinho. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1988.
  • JAEGER, Werner. Paidéia: a Formação do Homem Grego. São Paulo: Martins Fontes, 1995.
  • HOBSBAWN, Eric e RANGER, Terence. A invenção das tradições. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1996.
  • LARAIA, Roque de Barros. Cultura: um conceito antropológico. 11ª edição. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1997.
  • LEIRNER, Piero de Camargo. Hierarquia e Individualismo em Louis Dumont. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2003.
  • LUSTOSA DA COSTA, Frederico e ZAMOT, Fuad (orgs.). Brasil: 200 anos de Estado, 200 anos de administração pública. Rio de Janeiro: FGV, 2010.
  • MARTINS, José V. de Pina. Humanismo e erasmismo na cultura portuguesa do século XVI. Paris: Fundação Calouste Gulbekian, 1973.
  • MICELI, Sergio. Poder, Sexo e Letras na República Velha. São Paulo: Editora Perspectiva, 1977.
  • MOUSNIER, Roland. As hierarquias sociais: de 1450 a nossos dias. Trad. Miguel Serras Pereira. Lisboa: Publicações Europa América, 1974.
  • —————————. Le phenomène monarchique dans l´histoire in CANNUYER, C.: Les Maison Royales et Souveraines d´Europe. Bruxelas: Brepols, 1989.
  • OLIVEIRA, Lolio Lourenço de. Textos de Montesquieu in WEFFORT, Francisco (org.): Os Clássicos da Política. São Paulo: Ática, 2000.
  • PAIVA, Angela Randolpho. O público, o privado e a cidadania possível: a construção do espaço público brasileiro. Rio de Janeiro: Senac, 2001.
  • RIBEIRO, Darcy. O Povo Brasileiro: a formação e o sentido do Brasil. São Paulo: Companhia de Bolso, 2006.
  • RIBEIRO, Maria Anita Cerneiro. A neurose obsessiva. 2ª edição. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2003.
  • ROTERDÃ, Erasmo de. Elogio da Loucura. Trad. Paulo M. Oliveira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2011.
  • —————————. De Pueris (Dos Meninos) e A Civilidade Pueril. Trad. e notas Pe. Luiz Feracine. São Paulo: Escala, s/d.
  • VERNANT, Jean-Pierre. As origens do pensamento grego. 9ª edição. Trad. Isis Borges. B. da Fonseca. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1996.
  • VISSER, Margareth. O Ritual do Jantar. Trad. Sonia Coutinho. Rio de Janeiro: Campus, 1998.
  • WEBER, Max. Ciência e Política: duas vocações. Trad. Leônidas Hegenberg e Octany Silveira da Motta. São Paulo: Cultrix, 1999.
  • SCOPEL, Padre Paulo. Ritual Popular. 27ª edição. Canoas (RS): Salles Editora, 2008.

Realeza, Nobreza, Genealogia e Heráldica

  • ADDAMS-REITWIESNER, William. The Mediatized Sovereign Houses of the Holy Roman Empire in ALMANACH DE GOTHA: Appendix II. Londres: Almanach de Gotha Ltd., 1999.
  • AFFONSO, Domingos de A., CUNY, Hubert, KONARSKI, Simon, MESTAS, Alberto de & PINOTEAU, Baron Hervé. Le Sang de Louis XIV. Braga, 1961.
  • ANTUNES DE CERQUEIRA, Bruno da Silva. Affonso Celso de Assis Figueiredo Júnior: uma pequena biografia in AFFONSO CELSO, Conde de. O Imperador no exílio (pp. 207-230). São Paulo: Linotipo Digital, 2013.
  • ——————————————————–. D. Isabel I a Redentora: textos e documentos sobre a Imperatriz exilada do Brasil em seus 160 anos de nascimento. Rio de Janeiro: IDII, 2006.
  • ——————————————————–. Descendência de D. Pedro IV, Rei de Portugal e I Imperador do Brasil in SOUSA, D. Antonio Caetano de. História Genealógica da Casa Real Portuguesa. vol. XV (pp. 232-279). Lisboa: QuidNovi e Academia Portuguesa da História, 2008.
  • ——————————————————–. Ligne, uma família realmente belga. Niterói, 1998. (Não publicado).
  • ——————————————————–. Genealogias Imperiais e Reais Brasileiras. Rio de Janeiro: edição do Autor, 2002.
  • ——————————————————–. Reis de Portugal e do Brasil / Kings of Portugal and of Brazil in Revista VENTURA (nº. 46 / ano 17). Rio de Janeiro/São Paulo, 2005.
  • ARMENGOL Y DE PEREIRA, Alejandro de. Heráldica. 2ª edição. Barcelona/Madrid/Buenos Aires/Rio de Janeiro: Editorial Labor, 1947.
  • CANNUYER, Christian. Les Maisons Royales et Souveraines d´Europe. Bruxelas: Brepols, 1989.
  • CARVALHO NETO, Fernando. Os nobres do Brasil. 2ª. edição. São Paulo: edição do Autor, 1990.
  • CORRÊA DE OLIVEIRA, Plínio. Nobreza e elites tradicionais análogas nas alocuções do Papa Pio XII à Nobreza e ao Patriciado Romano. São Paulo: 1993.
  • COUTANT DE SAISSEVAL, Guy. Les Maisons Impériales et Royales d´Europe. Paris: Éditions du Palais-Royal, 1966.
  • CUGNAC, Chantal de Badts de e COUTANT DE SAISSEVAL, Guy. Petit Gotha. Ed. Le Petit Gotha. Paris, 2002.
  • JOUNIAUX, Léo. Généalogie: pratique, méthode, recherche. Paris: Arthaud, 1991.
  • LOUDA, Jiri & MACLAGAN, Michael. Les Dynasties d´Europe. Paris: Bordas, 1993.
  • MATTOS, Armando de. Manual de Genealogia Portuguesa. Porto: F. Machado & Cia. Ltda., 1944.
  • MOYA, Salvador de. Simbologia Heráldica. Suplemento da Revista Genealógica Latina. São Paulo: Instituto Genealógico Brasileiro, 1961.
  • NORTON, Manuel Artur de Fraga (Barão de São Roque). A emigração de descendentes de F.C.A. in Brasil Genealógico. Rio de Janeiro: Revista do Colégio Brasileiro de Genealogia (tomo V), 2005.
  • ORLEANS-E-BRAGANÇA, D. Isabel de (Isabelle Comtesse de Paris). De todo coração. Trad. José Ubaldino Motta do Amaral. Rio de Janeiro: Butiá, 1995.
  • PERRY VIDAL, Frederico Gavazzo. Descendência de S. M. El-Rei D. João VI (28º Rei de Portugal). Lisboa: Guimarães e Cia. Editores, 1923.
  • PINOTEAU, Hervé. Vingt-cinq ans d´études dynastiques. Paris: Editions Christian, 1982.
  • RHEINGANTZ, Carlos Grandmasson. Titulares do Império. Rio de Janeiro: Ministério da Justiça e Negócios Interiores/Arquivo Nacional, 1960.
  • RIBEIRO FILHO, J. S. Ordens honoríficas nacionais e estrangeiras. Rio de Janeiro: Edições O Cruzeiro, 1955.
  • SÁ PEREIRA, Otto de Alencar de. Diálogos Monárquicos. Rio de Janeiro: IDII, 2007.
  • SANTOS, Armando Alexandre dos. A legitimidade monárquica no Brasil. São Paulo: Artpress, 1988.
  • SCHWARCZ, Lilia Moritz. As Barbas do Imperador: D. Pedro II, um monarca nos trópicos. 2ª. ed. São Paulo: Cia. das Letras, 1999.
  • TASSO-DE-SAXE-COBURGO-E-BRAGANÇA, D. Carlos. Documentos Imperiais. Não publicado. Arquivo do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro. Rio de Janeiro, 1965;
  • ————————————————————————-. O Ramo Brasileiro da Casa de Bragança in Anais do Museu Histórico Nacional, vol. XVII. Rio de Janeiro: Museu Histórico Nacional, 1968;
  • ————————————————————————-. Vultos do Brasil Imperial na Ordem Ernestina da Saxônia in Anais do Museu Histórico Nacional, vol. XII. Rio de Janeiro: Museu Histórico Nacional, 1961;
  • TAUNAY, Visconde de. Servidores ilustres do Brasil. São Paulo: Melhoramentos, 1930.
  • TOSTES, Vera Lúcia Bottrel. Títulos e brasões: sinais da Nobreza. Rio de Janeiro: JC Editora, 1996.
  • VIEIRA DA CUNHA, Rui. Estudo da Nobreza Brasileira: fidalgos de cota-de-armas (II). Rio de Janeiro: Ministério da Justiça/Arquivo Nacional, 1969.
  • ———————————. Figuras e fatos da Nobreza brasileira. Rio de Janeiro: Ministério da Justiça/Arquivo Nacional, 1975.
  • ZUQUETTE, Affonso E. M. et alii: Títulos, sucessão e armas dos reis de Portugal in Nobreza de Portugal e do Brasil, vol. I (pp. 51-64). Lisboa: Editorial Enciclopédia, 1961.

Dicionários

  • ALMEIDA, Antonio da Rocha (org.). Dicionário de História do Brasil. Porto Alegre: Globo, 1969.
  • CUNHA, Antonio Geraldo da. Dicionário Etimológico Nova Fronteira da Língua Portuguesa. 2ª ed. 11ª imp. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1999.
  • FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS. Dicionário de Ciências Sociais. 2 vols. Rio de Janeiro: FGV, 1986.
  • HOUAISS, Antonio. Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa. Versão on-line do sistema UOL.
  • MATHIEU-ROSAY, Jean. Dicionário do Cristianismo. Trad. Sieni Maria Campos. Rio de Janeiro: Ediouro, 1992.

Almanaques nobiliárquicos europeus

  • ALMANACH DE GOTHA: Annuaire généalogique, diplomatique et statistique. Gotha: Justus Perthes. Edições de 1888 e 1898.
  • ALMANACH DE GOTHA: Genealogical Reference, Volume I (Parts I & II). Londres: Almanach de Gotha Ltd. Edições de 1999 e 2002.
  • ANUÁRIO DA NOBREZA DE PORTUGAL: Tomo I. Lisboa: Instituto Português de Heráldica, 1985.
  • GENEALOGISCHES HANDBUCH DES ADELS: Fürstliche Häuser. Limburgo (Alem.): C.A. Starke Verlag. Edições de 1987, 1991 e 1997.
  • GENEALOGISCHES HANDBUCH DES ADELS: Gräfliche Häuser. Limburgo (Alem.): C.A. Starke Verlag. Edição de 1979 (Band IX).

Filmografia relacionada a Etiqueta, Cerimonial e Protocolo

  • FREARS, Stephen. The Queen. Londres: Pathé Productions. 2007.
  • IVORY, James. The remains of the days. Hollywood: Columbia Pictures, 1993.
  • JOFFÉ, Roland. Vatel. Paris: Gaumont, 2000.
  • MARISCHKA, Ernst. Sissi. Viena: Beta Film GMBH, 1955.
  • ————————-. Sissi, die junge Kaiserin. Viena: Beta Film GMBH, 1956.
  • ————————-. Sissi – Schicksalsjahre Einer Kaiserin. Viena: Beta Film GMBH, 1957.
  • TENNANT, Andy. Anna and the King. Hollywood: Fox Films, 1999.